Por que existem uns felizes e outros que sofrem tanto? (Poema de Leandro Gomes de Barros)

Poema de Leandro Gomes de Barros

Se eu conversasse com Deus
Iria lhe perguntar:
Por que é que sofremos tanto
Quando viemos pra cá?
Que dívida é essa
Que a gente tem que morrer pra pagar?
Perguntaria também
Como é que ele é feito
Que não dorme, que não come
E assim vive satisfeito.
Por que foi que ele não fez
A gente do mesmo jeito?
Por que existem uns felizes
E outros que sofrem tanto?
Nascemos do mesmo jeito,
Moramos no mesmo canto.
Quem foi temperar o choro
E acabou salgando o pranto?”

Fonte: http://www.revistapazes.com/suassuna-pranto/

P.S.: Não sei como você chegou a este poema, mas quero lhe dizer que se foi por sentir uma tristeza profunda,  um vazio enorme, depressão ou outros sentimentos que estão lhe tirando a paz, quero lhe dizer que há saída, sim! Converse, busque o apoio das pessoas que lhe amam,  procure ajuda profissional, ligue para o Centro de Apoio à Vida (CVV). Lá você fala, anonimamente, por telefone, skype, chat.

Cuide-se, há momentos dificílimos na vida, mas acredite, eles também passam. Embora no momento em que o vivemos, às vezes, não conseguimos imaginar que isto aconteça. Mas passam, sim.

Converse com o CVV pelo endereço abaixo:

http://www.cvv.org.br/

 

Neste site há muita informacao sobre prevenção, sinais de alerta etc. A autora do site escreveu um livro, depois de passar pelo luto do suicídio de seu pai.

Neste texto, uma mãe relata como sobreviveu após o suicídio de seu filho.

 

Se você achar que alguém esteja pensando em se matar, a orientação é simples: converse de forma direta e sem julgamentos. Tente identificar em que estágio essa pessoa se encontra. A ideia passa pela cabeça ou já avançou para o planejamento? 

 Com delicadeza, ofereça ajuda e sugira procurar um psiquiatra porque ele pode estar com algum transtorno mental. Só um especialista poderá fazer esse diagnóstico. 

Por fim, e mais importante, ouça, ouça e ouça. Muitas vezes, ter com quem conversar é o que eles mais precisam. Seja generoso e evite dar opiniões. A dor do outro nós nunca conseguimos alcançar.

Evite:

Interromper a conversa

 

E deixo aqui meu desejo de lhe dar um abraço apertado, segurar a sua mão e lhe dizer: procure ajuda, você não está sozinha! ❤

 

 

3 comments

      • Já chegou em minha caixa de e-mail uma mensagem dizendo que és uma seguidora. Fico-lhe grato. Meus ensaios po-éticos são terapêuticos… Uma maneira de lançar ao vento minhas alegrias, indignações, emoções e energia de vida… Já me tornei um seguidor do Jardim migrante… Paz e Bem!
        Espero que goste de alguns de meus ensaios…

        Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s