A chi non mi conosce

Tu non mi conosci
Ma insiste in dare i tuoi giudizi sulla mia vita
Tu non sai la mia storia
Ma è convinta che, per la tua, sai meglio di me che io stessa
Non sai le mie motivazioni
Ma crede fortemente che le tue sono più forti
Non sai quello che lo so
Ma persisti nel voler definire le mie capacità
Non mi conosci
Ma vuoi definire, per il colore della mia pelle, che tipo de lavoro/mansione devo fare
Non mi conosci
E quello che pensi di me espone più su di te
Insisto: sicuramente non mi conosci
Però, se hai bisogno di definirmi per trovarti:
“Buona fortuna nella ricerca!”

 

Joana Mendes, do Diário de Aurora  traduziu o “A quem não me conhece” para o italiano!
Obrigada, Joana, coração, pelo presente, por ter tirado um tempo do seu dia para traduzir, pela pura vontade de espalhar gentilezas! Que a flor de gratidão esteja em tuas mãos! ❤

 

 

Este poema e sua história estão no livro Flor de Linz.

 

Foto: Tamarcus-brown

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s