Quando eu outono, tu primaveras

“Quando eu outono, tu privameras” é um livro de poesias diaspóricas, que escrevi durante os dois primeiros anos, 2016 a 2018, morando na Dinamarca.

É sobre o viver em uma sociedade de migração.
É sobre a silenciosa linguagem que nos acaricia e machuca.
É sobre o desafio de nos sentirmos em casa, apesar do empenho de algumas pessoas em nos dificultar isso.
É sobre integração, que nos enfeitiça, nos transforma e nos rechaça.
É sobre superação.
É sobre esse vento migratório, que poliniza, polimiza, politiza, poetiza… e não tem muro que o retenha.

Capa Quando eu outono

Anúncios