Quem vos escreve

Meu nome é Danielli Cavalcanti, 1978, nasci e morei 26 anos no Nordeste do Brasil.

Conclui bacharelado (UEPB) e mestrado em administração (UFPB).

Através da disciplina amor puro e aplicado, ministrada por minha mãe, tive as primeiras aulas intensivas de feminismo.

Trabalhei mais de 9 orgulhosos, desafiadores e inesquecíveis anos na Ong maiz, uma organização fundada por e para migrantes, em Linz, na Áustria.

Flor de Linz foi meu primeiro livro publicado. Uma declaração de amor e admiração às migrantes que simbolizam luta, resistência e perseverança, e que formam laços solidários por onde passam.

Desde 2016, moro na Dinamarca: outra cultura, outro idioma, experiências novas e outras repetidas. Estas últimas, não necessariamente, são mais fáceis de lidar, principalmente, se forem vivências dolorosas. Mas já tenho um outro olhar sobre os olhos que me enxergam por demasiado e os que fingem não me ver.

Eu curso docência para o ensino fundamental, na UC Syd, em Haderslev.

Durante esse tempo, vivendo na Dina, escrevi algumas poesias, as quais compilei no livro Quando eu outono, tu primaveras.

Na migração, tornar-se peritas em resiliência é estratégia de sobrevivência. Cada pessoa busca isto de sua forma, cabe a todas respeitarem as condições climáticas de seus jardim internos. Para (sobre)viver sob o manto e entre a cerca da migração, escrevo aqui no Blog jardimmigrante –  jardim da prosa espinhosa cultivado pelo pólen da migração.

Obrigada por ter vindo por aqui.

 Um buquê de saudações do Bem,

Danielli Cavalcanti

Se desejar me contactar, por gentileza, escreva para: livroflordelinz <@> gmail.com