A andança da esperança

A marcha colorida segue a pé para o mundo acinzentado

amedrontado, aerotransportado, amesquinhado

Se chegará, isso não importa

Sua luta não é para abrirem a porta

 

Nas malas, fotos, agasalhos e asas

Nos pés, terra e coragem

No coração, fome

 

A peregrinação segue lavrando o caminho desandado

Não, eu não disse lavando

“O caminhar se faz caminhando”

Pois é de sangue, lágrima e suor que é composto o arado

 

Um caminhão pára para transportar a dor e o desespero

Ele já vinha carregando o descaso e o desapego

E se abastece de esperança

Única alternativa nessa andança

 

A marcha migrante é a mancha emergida

das terras encharcadas de sangue, lágrima e suor

Que clamam para serem ouvidas

E nao mais de injustiça tingidas

 

Danielli Cavalcanti

Foto: Marco Ugarte/AP Foto.

https://g1.globo.com/mundo/noticia/2018/11/11/caravana-de-migrantes-consegue-carona-em-caminhoes-no-mexico-para-seguir-viagem-rumo-aos-eua.ghtml

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s